Dados precisos em prol da agricultura

A URI faz o acompanhamento dos eventos climáticos e disponibiliza os dados interpretados de modo gratuito na internet. A novidade foi apresentada durante a II Vitrine Tecnológica do...

255 0

Interface de dados da Estação Meteorológica da URIOs dados climatológicos captados pela estação meteorológica da URI já podem ser acessados praticamente em tempo real. A cada 10 minutos um software gerenciado pela Universidade arquiva e apresenta dados em uma interface gráfica. A novidade foi apresentada no último sábado, dia 17, durante a II Vitrine Tecnológica do Curso de Agronomia e permite a leitura dos eventos climáticos localizados como: volume das precipitações, temperatura, pressão atmosférica, direção dos ventos, entre outras.
A Universidade disponibilizará um link para o acesso dos dados. A “Informação só tem valor quando é divulgada” disse o professor Marcos André Costa, que ficou encarregado de apresentar a novidade durante a Mostra, ele explica que a tecnologia disponibilizada atende uma demanda apresentada pela coordenação do curso de agronomia, na qual a Profa. Giselda e o Prof. Mário Nunes solicitaram o desenvolvimento deste software que foi projetado pelos professores mestre Marcos Costa e doutoranda Berenice Beatriz Rossner Wbatuba.
Embora o reconhecimento dos dados pelo INMET – Instituto Nacional de Meteorologia, ainda esteja em processo, a interface do software já está disponível na rede mundial de computadores de modo gratuito, ao alcance de todos. Além de aferir os dados com precisão, a disponibilidade facilitada, permite a comunidade acadêmica utilizar estes parâmetros em estudos científicos capazes de caracterizar com mais precisão as características do clima em nossa região geográfica.
O Professor Marcos André Costa lembra que a Universidade possui outra ferramenta de analise climatológica, que é uma antena de captação de raios, tecnologias aliadas que permitem o cruzamento de dados e analises do contexto geográfico/climatológico de modo inédito na América Latina.
As leituras também colaboram com o desenvolvimento da agricultura local, anteriormente as tomadas de decisões dependiam de dados esparsos e sem a garantia de cientificidade. As estatísticas disponibilizadas pelo Inmet tinham base em municípios vizinhos como Santa Rosa, São Luiz e Cruz Alta, a partir de agora, o acesso facilitado e preciso destes dados permitem mais confiabilidade e uma mostra específica aferida no município de Santo Ângelo.
Durante a II Vitrine Tecnologia da Agronomia realizada no campus de Santo Ângelo da URI, professores e alunos bolsistas mostraram trabalhos e pesquisas realizadas pelo departamento. Teve como organizadores a Prof. Coordenadora Giselda Ghisleni, professores Vitor Cauduro Girardello, Marcelo Madaloso e alunos bolsistas de Agronomia.

II Mostra Tecnológica Agronomia URI (1)

Neste artigo

Participe da conversa