Conta de Luz fica 20% mais cara

Desde ontem, dia 19, o preço da Energia Elétrica está pesando mais no bolso dos consumidores e empresas. O reajuste foi de 19,04% para clientes de alta tensão...

90 0

Sem título1A conta de energia elétrica teve um aumento médio de 20,58% em 255 municípios do Rio Grande do Sul. O acréscimo ficou em 19,04% para os clientes da alta tensão (indústrias) e chegou a 21,55% para consumidores de baixa tensão (pequenos comércios e residências).
Os novos valores começaram a valer na terça-feira, dia 19. Com base no faturamento anual da RGE, a estimativa é de que o impacto do “tarifaço” na economia do Estado supere os R$ 840 milhões no período de junho deste ano a maio de 2019.

Na avaliação do Conselho de Consumidores da RGE, o aumento dificulta ainda mais a recuperação da atividade econômica e tende a gerar movimento semelhante nas estatísticas de desemprego, inadimplência e insegurança pública.

A avaliação tem como base, os índices de Revisão Tarifária, que foram aprovados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) na manhã da terça-feira, dia 12, em Brasília. De acordo com a Aneel, a revisão tarifária periódica reposiciona as tarifas cobradas dos consumidores.

“Já, de imediato, podemos projetar muita dificuldade por parte das empresas em arcar com este aumento e, consequentemente, temos a perspectiva de elevação nos índices de desemprego, inadimplência e insegurança pública. Em muitas indústrias, o custo da energia elétrica pode chegar a 30% do total da produção. Então, há, sim, uma ameaça real até de encerramento de muitos negócios no Estado e, em decorrência disso, de dificuldades ainda maiores na recuperação da economia como um todo. As consequências são extremamente preocupantes”, advertiu o presidente do Conselho de Consumidores da RGE, Claiton Gaieski Pires.

Neste artigo

Participe da conversa