Prouni oferta 76 bolsas no Ensino Superior de Santo Ângelo

O Programa Universidade para Todos está com inscrições abertas até o dia 14 de junho e em Santo Ângelo. São oferecidas vagas para cursos como: Engenharia Civil, Medicina...

300 0

Sem títuloO Programa Universidade para Todos (Prouni) está com inscrições abertas e oferece setenta e seis bolsas para cursos de Ensino Superior em Santo Ângelo, destes, trinta e três bolsas são integrais e quarenta e três são parciais. São opções de cursos em instituições de ensino como a URI Santo Ângelo, FASA, Uninter, Uniasselvi e Unopar.
A inscrição deve ser feita pela internet, no site do Prouni (http://siteprouni.mec.gov.br/). Entre os cursos com vagas na Capital das Missões estão à Agronomia, Direito, Medicina Veterinária, Engenharia Civil, Engenharia Mecânica e Engenharia Sanitária, Educação Física, Pedagogia, Ciências Contábeis, entre outros.
Além disso, também são ofertadas vagas para cursos em instituições de ensino superior de toda a região, entre elas a Unijuí, Fema e Unicruz.

Fique atento Às datas
As inscrições do Programa Universidade para Todos (Prouni) iniciaram ontem, dia 11 e seguem até a próxima sexta-feira, dia 14. A divulgação do resultado da primeira chamada está prevista para 18 de junho. Já a segunda chamada acontecerá no dia 2 de julho.
O candidato pré-selecionado deverá comparecer à respectiva instituição de ensino superior para comprovação das informações no período de 18 a 25 de junho, caso tenha sido selecionado na primeira chamada, e de 2 a 8 de julho na segunda.
O prazo para participar da lista de espera é de 15 a 16 de julho. A lista fica disponível no site para consulta pelas instituições no dia 18 de julho.

Quem pode participar?
O Prouni é um programa do Ministério da Educação, criado pelo Governo Federal em 2004, que oferece bolsas de estudo integrais e parciais (50%) em instituições privadas de educação superior.
Podem participar os estudantes egressos do ensino médio da rede pública ou da rede particular na condição de bolsistas integrais da própria escola, estudantes com deficiência, professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrantes de quadro de pessoal permanente de instituição pública. Além disso, para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

 

Neste artigo

Participe da conversa