Som e Luz em Corpos foi apresentado em São Miguel das Missões

Som e Luz em Corpos foi coreografado pelo santo-angelense Dr. Odailso Berté e teve a interpretação corporal e vocal realizada ao vivo por acadêmicos de dança da UFSM,...

385 0
Divulgação de Odailso Berté
Divulgação de Odailso Berté

Som e Luz em Corpos foi coreografado pelo santo-angelense Dr. Odailso Berté e teve a interpretação corporal e vocal realizada ao vivo por acadêmicos de dança da UFSM, estudantes indígenas da UFSM e a comunidade Guarani de São Miguel das Missões. Foi apresentado entre os dias 20 e 29 de dezembro e pode ser considerado uma releitura do tradicional Espetáculo Som e Luz.

O Sítio Histórico de São Miguel Arcanjo, onde diariamente se exibe o espetáculo de Som e Luz, que é interpretado pelas célebres vozes de Fernanda Montenegro, Maria Fernanda, Lima Duarte, Paulo Gracindo, Armando Bógus, entre outros importantes artistas brasileiros, agora é palco para o Som e Luz em Corpos, um espetáculo que põe a dança contemporânea em diálogo com a arquitetura monumental das Ruínas de São Miguel, dando corpo e movimento à música e texto do tradicional espetáculo de Som e Luz.

Criada em 2005 pelo coreógrafo e hoje professor do Curso de Dança-Licenciatura da Universidade Federal de Santa Maria, Dr. Odailso Berté, esta obra é uma intervenção artística no cenário natural onde sucedeu a saga missioneira, com 20 atores-bailarinos dando vida a personagens como as Ruínas, a Terra, o herói Sepé Tiarajú, os Jesuítas, os colonizadores espanhóis e portugueses, e os bravos índios e índias guarani.

Por meio do Projeto de Extensão “De terra seus corpos”, coordenado pela professora Mônica Borba, foi criado um convênio entre a Universidade Federal de Santa Maria, através do Curso de Dança – Licenciatura, e a Prefeitura de São Miguel, através da Secretaria de Turismo, viabilizando uma série de atividades entre os acadêmicos do curso de dança, os estudantes indígenas da UFSM e a comunidade Guarani de São Miguel. As diferentes atividades pedagógicas e artísticas com estes grupos nutriram o processo criativo que culminou com a remontagem do espetáculo. Os professores Mônica Borba e Crystian Castro, assinam a nova coreografia, e Berté é responsável pela direção geral do espetáculo.

A temporada 2018 do Som e Luz em Corpos abriu no dia 20 de dezembro e segue nos dias 27, 28 e 29 de dezembro, às 21h30min, nas Ruínas de São Miguel. O espetáculo só não é apresentado em caso de chuva torrencial ou em situações de risco para os bailarinos no horário da execução da obra.

O Som e Luz em Corpos foi produzido pelo Laboratório Investigativo de Criações Contemporâneas em Dança (LICCDA), e é uma realização da Universidade Federal de Santa Maria, da Prefeitura Municipal de São Miguel das Missões, e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), com o apoio da Associação dos Amigos das Missões.


Ficha técnica
Direção Geral: Odailso Berté
Direção Artística e Coreografia: Mônica Borba e Crystian Castro
Produção: Laboratório Investigativo de Criações Contemporâneas em Dança (LICCDA)

Personagens e Intérpretes
Sepé Tiaraju: Crystian Castro
Terra: Mônica Borba e Naylana Ferreira
Ruínas: Samara Schmidt e Maria Mariani
Padre Antônio Sepp: Helder Machado
Jesuíta: Helder Machado
Giambatista Primoli: Julio Henrique Hartmann
Giuseppe Brasanelli: Davilson Urbinatti
Marquês de Valdelírios: Henrique Soares
General Gomes Freire de Andrade: Odailso Berté
General José Joaquin Viana: Julio Henrique Hartmann
Emissário: Henrique Soares
Guaranis: Clarissa Iensen, Djenifer Nascimento, Estela de Mesquita, Jaqueline Molossi, Julia Urach, Maria Mariani, Naylana Ferreira, Samara Schmidt, Valéria Fraga, Crystian Castro, Davilson Urbinatti, Helder Machado, Henrique Soares e Odailso Berté
Soldados: Clarissa Iensen, Davilson Urbinatti, Helder Machado, Henrique Soares, Julia Urach e Julio Henrique Hartmann

Neste artigo

Participe da conversa