Prendas e peões de todo o estado voltarão a Santo Ângelo

O Município sediará pelo segundo ano consecutivo uma das fases da Inter-Regional do Enart - Encontro de Artes e Tradição Gaúcha 2019. Tradicionalistas de dez regiões buscarão na...

296 0
Prendas durante a primeira fase da Inter- Regional do Enart que aconteceu em Santo Ângelo no ano passado
Prendas durante a primeira fase da Inter- Regional do Enart que aconteceu em Santo Ângelo no ano passado

Santo Ângelo será pela segunda vez consecutiva uma das sedes da Inter-regional do Enart – Encontro de Artes e Tradição Gaúcha 2019. Representantes de entidades locais e da Terceira Região Tradicionalistas, além do Governo Municipal estiveram presentes no 66ª Congresso tradicionalista que ocorreu em São Jerônimo nos dias, 12, 13 e 14 de janeiro, onde defenderam a candidatura e a escolha do município, que neste ano novamente sediará o evento.

Segundo um dos organizadores, Luciano Freitas, a segunda etapa da Inter-Regional deverá ser realizado em setembro, possivelmente nos dias 29 e 30, a definição das datas deverá ser sacramentada posteriormente pelos organizadores.

A expectativa é de que as disputas entre solistas, chulas, dança tradicional, declamação entre outras modalidades, que tem como objetivo incentivar a cultura estadual, voltem a ser realizadas no Ginásio Marcelo Mioso e no Colégio Missões.
Nesta edição, Santo Ângelo receberá uma das inter-regionals (a segudna), as outras duas etapas serão realizadas nas cidades de Campo Bom e Lajeado.

As três etapas inter-regionais, reunirão os classificados anteriormente em cada uma das 30 regiões tradicionalistas do Rio Grande do Sul, durante o Erart (Encontro Regional de Arte e Tradição). Na capital missioneira, prendas e peões irão representar 10 regiões tradicionalistas nas forças A e B, que buscarão a classificação para a grande final do Enart, que ocorrerá no final do ano em Santa Cruz do Sul, e é considerado um dos maiores eventos culturais da América Latina.

Em 2019, as regiões serão divididas por ordem geográfica e em Santo Ângelo as disputas serão feitas por competidores da 3ª, 4ª, 5ª, 9ª, 10ª, 13ª, 14ª, 18ª, 20ª e 21ª RT´s.
Durante o Congresso Tradicionalista, também foi apresentada e aceita a sugestão para que o município de São Borja, que integra a 3ª Região Tradicionalista, sedie a próxima edição do Congresso. O evento acontecerá em janeiro de 2019, no CTG Tropilha Crioula, reunindo representantes de entidades e tradicionalista de todo o estado.

Tema anual do tradicionalismo

Em 2018, o tema anual do tradicionalismo será “Unindo Gerações para Construir o Amanhã”. A proposta foi apresentada pela gestão atual de prendas e peões e pela diretoria da entidade. O objetivo é valorizar a participação do jovem na construção do tradicionalismo organizado e formação de futuras lideranças, integrando com as gerações que trouxeram o MTG aos 50 anos.

Na justificativa, os proponentes argumentaram que chegamos a um estágio em que o MTG já integra pelo menos três gerações e se nos primórdios os pioneiros não tinham a quem recorrer, esta não é a realidade do momento atual. “Por anos, o jovem foi visto como uma força rebelde da sociedade. Hoje, sua força é sinônimo de energia e capacidade de mobilização. Por que não explorar isso dentro de nossos galpões? É possível que trabalhemos em unidade?”, argumentam os autores.

“Que os mais experientes possam matear junto aos mais jovens e transmitir conhecimento, inspirar amor e motivar ação. Que os mais jovens sintam-se parte responsável pela sociedade e pelo Movimento que se constrói a cada ano. E que juntos, o trabalho reflita a força e a união de um movimento social que forma muito mais do que tradicionalistas, forma cidadãos”, afirma o documento.

Inter-Regionais

1ª´Campo Bom
RTs 1ª, 2ª, 6ª, 12ª, 15ª, 16ª, 22ª, 23ª, 26ª e 30ª

2ª Santo Ângelo
RTs 3ª, 4ª, 5ª, 9ª, 10ª, 13ª, 14ª, 18ª, 20ª e 21ª

3ª Lajeado
RTs 7ª, 8ª, 11ª, 17ª, 19ª, 24ª, 25ª, 27ª, 28ª e 29ª

Neste artigo

Participe da conversa