Tem jaca e até papel higiênico

A Praça Castelo Branco é um dos espaços públicos da cidade com a melhor infraestrutura, foi recentemente revitalizada e ainda apresenta uma rica flora apreciada pelos moradores

267 0

Praça Castelo Branco 03Além de uma curiosa jaqueira com jacas, a Praça Castelo Branco, localizada na zona norte de Santo Ângelo, disponibiliza caminhos internos onde os visitantes aproveitam para contemplar jerivás e uma rica e curiosa flora. Moradores apreciam os finais de tarde, sábados e domingos na praça, levam as crianças e o chimarrão. Este espaço público tem se consolidado como alternativa de convivência.
A praça foi revitalizada no ano de 2016, possui uma área superior aos 14 mil metros quadrados e fica no quadrante entre as ruas Marquês do Herval, Antunes Ribas, Carlos Gomes e Santa Rosa, no centro norte da cidade. Nesta revitalização também foram feitas ações de jardinagem, paisagismo e instalação de novas lixeiras.
A praça possui iluminação noturna eficiente, os banheiros são limpos e inclusive contam com papel higiênico, uma raridade nos espaços públicos. Sergio Luis Vargas zela pela praça há nove anos, ele enumera outras árvores frutíferas que existem no lugar, como: pitanga, limão, guavirova e araçá. Ele também fala da jaqueira e da paineira, árvores que ele aprecia.
A Castelo Branco também é local de feira. Todas as manhãs de sábado, entre as 7h30min e 12h, produtores do interior do município expõem produtos coloniais e a feira já é tradicional. Os feirantes compõem a Associação de Feirantes de Santo Ângelo – AFESA.
A praça tem um posto da Brigada Militar, um parquinho infantil, quadra de vôlei de areia e uma quadra de esporte que está interditada, pois não foi aprovada pelo setor de engenharia, a água da chuva de quinta-feira, dia 4, por exemplo, estava empossada na manhã de ontem, provavelmente por problemas de drenagem no terreno.
Antes de ser a Praça Castelo Branco, este lugar era um valo que juntava a água da chuva e escoava em direção a Av. Getúlio Vargas. Foi num destes dias de chuva que Antônio Vitalício dos Santos, conhecido como “Japão”, teve a ideia de criar um time de futebol, o Esporte Clube Centro Norte. Era nesta área que treinavam futebol para competições municipais. Mais tarde este cidadão do Centro Norte também criou um projeto social para descobrir talentos em crianças entre 8 e 12 anos.

Fotos:Marcos Demeneghi

O formato de duas árvores despertam a curiosidade dos visitantes que andam pela Praça Rio Branco e também é observada por um morador vizinho, Antônio Vitalino dos Santos, a fim de preservar as espécies que se desenvolveram em formato mais horizontal, ele acredita que seja necessário utilizar algum tipo de escora, pois observa que elas podem tombar com a ação das chuvas e dos visitantes que tiram fotos no local e realizam atividades de lazer
O formato de duas árvores despertam a curiosidade dos visitantes que andam pela Praça Rio Branco e também é observada por um morador vizinho, Antônio Vitalino dos Santos, a fim de preservar as espécies que se desenvolveram em formato mais horizontal, ele acredita que seja necessário utilizar algum tipo de escora, pois observa que elas podem tombar com a ação das chuvas e dos visitantes que tiram fotos no local e realizam atividades de lazer

Praça Castelo Branco (2) (Copy)

Praça Castelo Branco (4) (Copy)

Praça Castelo Branco (3) (Copy)

Neste artigo

Participe da conversa