“Só na escora”

Segundo a assessoria de imprensa da CPFL – Energia (RGE) a companhia não usa mais postes de madeira em perímetro urbano há alguns anos, somente em alguns casos

381 0

Poste na Rua Marques de tamandaré 02Uma escora ajuda sustentar um dos postes que conduz a rede de energia elétrica no Bairro Dido em Santo Ângelo. Na Rua Marques de Tamandaré, no trecho compreendido entre as ruas Dez de Novembro e Sepé Tiaraju, encontramos um poste em madeira que está com a base completamente deteriorada, neste local é possível observar uma acentuada inclinação e sensação de insegurança, pois o que ainda sustenta o poste é a escora presa com uma abraçadeira e os próprios fios da rede.

Segundo a assessoria de imprensa da CPFL – Energia (RGE) a companhia não usa mais postes de madeira em perímetro urbano há alguns anos. Somente em alguns casos, a companhia usa postes de fibra que possuem uma coloração que pode ser confundida com madeira. Esses equipamentos são mais usados em locais de difícil acesso. A escora que ajudava na sustentação do poste, parcialmente tombado é de desta fibra relatada pela assessoria e o quase tombamento ocorreu depois de um dos temporais ocorridos entre outubro e novembro.

Poste na Rua Marques de tamandaré

Neste artigo

Participe da conversa