Serão investidos R$ 19 milhões em saneamento básico em Santo Ângelo

Iniciou uma das mais abrangentes obras de implantação de redes de esgoto sanitário das últimas décadas em Santo Ângelo. As obras que começaram neste segundo semestre de 2019,...

440 0

A rede de esgoto sanitária de Santo Ângelo está sendo ampliada e prevê a implantação de uma complexa obra que irá interferir na rotina da cidade nos próximos três anos, pois além da instalação de uma infraestrutura de rede, são implantados os ramais coletores em pelo menos, sete setores do território urbano da cidade. Ainda serão feitas quatro estações de recalque, ou seja, sistemas de bombeamento necessários para garantir que o esgoto chegue até a Estação de Tratamento Índia Lindóia.
Uma das obras que podem ser vistas e já estão impactando no cotidiano da cidade, inclusive no trânsito de veículos estão localizadas na Rua Conde de Porto Alegre. Neste ponto os operários executam um dos trechos previstos.
Estas novas tubulações e estações de bombeamento estão sendo implantadas para coletar o esgoto sanitário de 20 mil habitantes, ou, cinco mil famílias. O projeto prevê um investimento de R$ 19 milhões. O contrato de execução foi firmado com a Conster Construções LTDA, iniciou em julho deste ano e a conclusão está prevista para o mês de janeiro de 2022.
Os recursos foram captados junto ao Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC 2) do Governo Federal. A execução deste projeto é autorizada pelo Ministério das Cidades e se tornou possível com o envolvimento de uma série de órgãos públicos e participações: Corsan – Companhia Riograndense de Saneamento Básico, Prefeitura, Caixa Econômica Federal, Secretaria de Habitação de Saneamento do Estado, Fepan e o Conselho Municipal de Defesa do meio Ambiente de Santo Ângelo, este último composto por vários entidades representativas de nosso município.
Após a implantação de todas as obras previstas, o percentual de esgoto tratado no município vai passar dos 20% atuais para 51%, atendendo diretamente mais de 20 mil pessoas.

O que são linhas de Recalque
As linhas de recalque são compostas por um conjunto de tubulações, conexões, peças, acessórios e dispositivos necessários para garantir o perfeito bombeamento do esgoto, tendo, normalmente, início em um conjunto motobomba e término em um Poço de Visita (PV) ou em uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE).

Obras da (9) (Copy)

Neste artigo

Participe da conversa