Município estuda fazer uma reforma administrativa

A gestão de recursos humanos está em estudos para realizar uma ampla reforma administrativa visando o enxugamento da máquina pública.

67 0

pREFEITURA (Copy)O secretário da Administração, Hélio Costa, confirmou na manhã da quinta-feira, 18, que atendendo a solicitação do prefeito Jacques Barbosa, a gestão de recursos humanos está em estudos para realizar uma ampla reforma administrativa visando o enxugamento da máquina pública.
“Temos obrigações orçamentárias com setores essenciais como saúde, educação, desenvolvimento social e com os servidores, porém a receita do município não cresce na mesma proporção das despesas. Medidas precisam ser tomadas para um equilíbrio entre a arrecadação e o custeio da máquina”, argumentou o secretário.
A reserva de recursos para setores específicos, o crescimento vegetativo da folha de pagamento com as incorporações de benefícios pelos servidores e os encargos trabalhistas, estão entre as obrigações com maior impacto financeiro no Orçamento do Município.
Entre as medidas analisadas pelo Governo Municipal estão as reduções de secretarias e do número de cargos em comissão no serviço público.
De acordo com o secretário, estão sendo mantidos contatos permanentes entre os representantes dos servidores, secretários municipais e a gestão de recursos humanos para formatar um modelo administrativo que contemple a redução no custeio administrativo sem prejuízo aos serviços prestados à população.
A previsão é de que as medidas sejam anunciadas ainda neste ano.
“Não há nada definido. Estamos elaborando um plano estratégico de gestão capaz de manter o ritmo intenso do governo, executando obras estruturantes prioritárias, investindo em modernização e mantendo os serviços essenciais à disposição da comunidade”, concluiu Hélio Costa.

CONCURSO
Uma comissão formada por técnicos e a Procuradoria Geral do Município está trabalhando na compilação dos cargos a serem submetidos a concurso público.
A relação dos cargos deverá ser divulgada nos próximos dias, segundo esclareceu o secretário, para que os trâmites burocráticos não excedam o mês de fevereiro de 2019, em razão dos cargos na área da educação. Conforme Hélio Costa, o Governo Municipal quer iniciar o próximo ano letivo com todos os recursos humanos do quadro de professores e profissionais de educação à disposição das escolas municipais.

Neste artigo

Participe da conversa