Governo reduz o valor do orçamento participativo

Consulta popular terá parcela menor de recursos e a população Missioneira perde poder de decisão no direcionamento dos recursos estaduais

978 0

A Consulta Popular 2019 que define o rateio dos recursos estaduais destinados ao Orçamento Participativo será realizada nos dias 4, 5 e 6 de setembro. A quantidade de recursos destinada para o Corede Missões, nesta edição, é de 742.857,14, valor bem inferior, quando comparado aos anos anteriores.
O Governo do Estado justifica informando que, a votação não contará com demandas para segurança, saúde e educação. Os R$ 20 milhões disponibilizados pelo Estado serão distribuídos em projetos de desenvolvimento regional, valorizando propostas que ampliam o crescimento econômico, a ciência e a inovação em áreas como agricultura, infraestrutura e turismo, entre outros. (No ano passado -2018/19 – R$ 80 milhões entraram no orçamento participativo e foram rateados pelos COREDES).
Nos dias de votação, os cidadãos poderão votar tanto pelo site quanto presencialmente, em pontos definidos pelos conselhos.
Associação dos Municípios das Missões realizou na última semana uma assembleia pública regional a fim de desencadear formalmente o processo da Consulta Popular 2019/orçamento 2020. Decidiu-se que haverá três demandas na cédula, uma demanda eleita e 100% do valor na demanda, sendo distribuído regionalmente. Ficou definido ainda o cronograma das assembleias municipais e microrregionais, o número de demandas para constar na cédula, percentual de valor para cada projeto eleito.
A reunião foi presidida por Oldemar Fenner, a assembleia reuniu Lisane Kollong e Junaro Rambo Figueiredo – secretários, Rômulo Madrid de Mello – tesoureiro; presidente da AMM Puranci Barcelos; técnicos do Departamento de Desenvolvimento Regional da Secretaria de Governança do RS Evandro Lucas e Rosangela Preto, além de prefeitos, vice-prefeitos, coordenadores regionais, presidentes de COMUDEs e lideranças de instituições da região.
A assembleia elegeu a Comissão Regional com nove membros e que ficou assim constituída: representando o COREDE: Oldemar Fenner, José Claudio Lourega Reis e Junaro Rambo Figueiredo; representando o governo: Jair Monteiro da Rosa, Paulo Correa de Matos e Antonio César Bambil Portela; representantes eleitos: Diomar Formenton, Antônio Dalla Costa e Mauro dos Santos.

Assembleia em Santo Ângelo decide as demandas locais
Nesta quarta-feira, dia 21, será realizada no auditório do Instituto Federal Farroupilha (IFFar), a Assembleia Pública Municipal da Consulta Popular 2019.
O evento acontece a partir das 8h30min, onde serão escolhidos três eixos em áreas fundamentais para Santo Ângelo. As três demandas escolhidas irão para votação na Assembleia Regional, nos dias 4, 5 e 6 de setembro, a ser realizada no campus local da URI Santo Ângelo.

0001 (Copy)

Neste artigo

Participe da conversa