Festival de Cinema encerra com premiação

O curta “O Menino da Terra do Sol” foi o grande vencedor da noite. Após a premiação o ator Marcos Caruso apresentou a peça de humor “O Escândalo...

589 0

Na quinta-feira, dia 15, encerrou o 7º Festival de Cinema de Santo Ângelo – Curta Metragem, evento promovido pelo Clube Gaúcho em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura. Nesta edição, o evento recebeu a inscrição de 188 curtas, destes, foram escolhidos 34 para as exibições e 24 indicados para concorrer ao “Cisne de Ouro”. O grande vencedor da noite foi o curta “O Menino da Terra do Sol”, de Michel Marchetti de Bento Gonçalves.
O festival deste ano investiu na participação popular e de estudantes da cidade, para isso, o Clube Gaúcho montou no salão Marfim da Sede Social um espaço para proporcionar a imersão na magia do cinema, foram recebidos alunos de 14 escolas da rede privada e pública de Santo Ângelo. Os curtas também foram exibidos na Colônia Municipal e na Barra do São João, para famílias que vivem no interior do município.
Além das inovações, o festival trouxe com o apoio do SESC/RS a peça “O Escândalo Philippe Dussaert”, com o ator Marcos Caruso. O artista global antes de realizar sua apresentação compartilhou em suas redes sociais o passeio realizado pela capital missioneira, na Praça Pinheiro Machado, Catedral Angelopolitana e no Museu Municipal Dr. José Olavo Machado. Caruso também visitou a Prefeitura Municipal, e esteve reunido com o prefeito em Exercício, Bruno Hesse.
O ator elogiou os servidores do Museu Municipal e seu acervo. “É desta maneira que se preserva a história, ao lado de uma belíssima praça, de uma igreja encantadora. Farei propaganda dessa cidade para que mais pessoas venham visitá-la”.
Caruso observou a importância do investimento em cultura quando a conversa girou sobre o Festival de Cinema do Clube Gaúcho, o Cine Cisne e a Semana Cultural desenvolvida no Município. “Somos um país que esquece a cultura. Até perdemos o Ministério da Cultura e temos apenas uma Secretaria. Cultura não é cultuar, é cultivar, cultivar bons hábitos, coisas importantes para a sua terra. O que vejo é uma relação muito forte dos santo-angelenses com a cultura. Parabéns ao povo de Santo Ângelo, vocês são exemplo para o País”, complementou.
GRANDE VENCEDOR
O curta “O menino da terra do sol”, de Michel Marchetti, levou quatro prêmios: Melhor Ator; Melhor Fotografia; Melhor Diretor e Melhor Filme. O curta-metragem é baseado na obra de Flávio Ferrarini e foi gravado em Flores da Cunha e Nova Pádua.
O filme se passe nos anos 60, no interior de Nova Pádua, e relata a vida de Nini, um menino tímido que vive intensamente a solidão da infância e uma luta entre o tempo da ansiedade e o tempo do relógio. Sua vida se transforma quando ganha uma máquina de escrever, e ele sai do interior ainda jovem para ir atrás do sonho de ser escritor.
VENCEDORES
Melhor Roteiro: Dia de Mudança
Melhor Animação: Hornzz
Melhor Curtíssimo: Culpado
Melhor Música Original: Revés de um Parto – Compositor: Valter da Silva
Melhor Fotografia: O Menino da Terra do Sol – Dandy Marchetti
Melhor Estudantil: Como segurar uma nuvem no chão
Melhor Documentário: Megg – A margem que migra para o centro
Melhor Ator: O Menino da Terra do Sol – Eduardo Giovanella
Melhor Atriz: Acúmulo – Léa Garcia
Melhor Diretor: O Menino da Terra do Sol – Michel Marchetti
Melhor Filme Júri Popular: Revés de um parto
Melhor Filme Local: Estação 21 – Uma viagem no tempo através da história
Melhor Filme: O Menino da Terra do Sol

MAR_2891 (Copy)

MAR_2953 (Copy)

MAR_2994 (Copy)

Neste artigo

Participe da conversa