Publicado decreto de situação de emergência devido à estiagem

O prefeito Jacques Barbosa assinou na manhã da última sexta-feira, dia 20 o decreto de situação de emergência devido aos prejuízos econômicos e sociais causados pela estiagem. “O...

196 0

O prefeito Jacques Barbosa assinou na manhã da última sexta-feira, dia 20 o decreto de situação de emergência devido aos prejuízos econômicos e sociais causados pela estiagem. “O decreto trata de diversas ações para minimizar os efeitos, na busca de recursos estaduais e federais, e para resguardar os produtores rurais em seus financiamentos. O governo municipal está mobilizado, trabalhando junto do agricultor e auxiliando de todas as formas para mitigar o impacto da escassez de chuvas na propriedade rural”, afirmou o prefeito.

As secretarias municipais da Agricultura, Transportes e Meio Ambiente, a Defesa Civil e as entidades do setor levantaram dados a respeito dos prejuízos verificados e laudos técnicos foram elaborados para embasar o decreto assinado pelo prefeito.
Os principais problemas causados pela estiagem estão na quebra acentuada na produção de soja, que já ultrapassa os R$ 100 milhões, também perdas nas lavouras de milho, além de atingir a produtividade da pecuária de leite e corte e a produção de hortifrutigranjeiros. Somado a isso está à falta de água para dessedentação dos animais.
Os pedidos para a abertura de bebedouros estão aumentando e esse também é um dos fatores para a decretação da situação de emergência.
O grupo seguirá acompanhando os desdobramentos da estiagem, verificando dados e propondo ações.
Estiveram presentes o secretário municipal de Agricultura, Gilmar Borges; o chefe da Defesa Civil Municipal, Adelar Cavalheiro; coordenador de Agroindústrias da SEMAGRI, Diomar Formenton; presidente do Sindicato Rural, Laurindo Nikititz e o representante do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Oswaldino Lucca.

 

Neste artigo

Participe da conversa